Eva percorrendo umas vezes estradas, outras veredas. Caminhando sempre com amor e a esperança de encontrar a porta certa. Parando de vez em quando para retemperar forças... admirar uma flor… uma paisagem… fazer novas amizades... e meditar... e reencontrar velhos amigos... e demais companheiros de jornada!
Segunda-feira, 30 de Abril de 2012

A sonda espacial Soho da Nasa capturou no dia 24 de abril uma imagem que mostra um objeto metálico com um braço gigantesco, semelhante a uma nave espacial e está orbitando próximo ao sol.

 

Cientistas acreditam que a nave espacial é apenas uma coleção de listas luminosas produzidas por raios cósmicos que passaram rapidamente pelo sensor da câmara no momento em que a foto foi registada.



publicado por eva às 18:13
Domingo, 29 de Abril de 2012

Edward Kennedy Ellington – "Duke" Ellington (Washington, 29 de Abril de 1899 — Nova Iorque, 24 de Maio de 1974).

Nasceu há 113 anos o que é considerado o maior compositor de sempre de jazz além de talentoso pianista e dirigente de orquestra.

 

Rockin In Rhythm 

 

 Mood Indigo

 

It Don't Mean a Thing (If It Ain't Got That Swing)
.
Site oficial de Duke Ellington


publicado por eva às 00:46
Quarta-feira, 25 de Abril de 2012

A Liberdade tem muitas formas de expressão.

 

Uma estória em dois vídeos pelo grupo Bond - Tania Davis (primeiro violino, Australiana), Eos Chater (segundo violino, Galesa), Elspeth Hanson (viola, Inglesa) e Gay-Yee Westerhoff (violoncelo, Inglesa).

 

Bond - Explosive
.
Bond - Victory


publicado por eva às 13:48
Segunda-feira, 23 de Abril de 2012

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Trata-se de uma data simbólica para a literatura, já que, segundo os vários calendários, neste dia desapareceram importantes escritores como Cervantes e Shakespeare. A ideia da comemoração teve origem na Catalunha: a 23 de Abril, dia de São Jorge, uma rosa é oferecida a quem comprar um livro. Mais recentemente, a troca de uma rosa por um livro tornou-se uma tradição em vários países do mundo.

 

Texto retirado do sítio da DGLB, Direcção–Geral do Livro e das Bibliotecas 

 

Neste dia em que se celebra o livro, opto por um pequeno texto publicado em 2006 nos “Escritos de Eva”, retirado dum livro que me diz muito.

 

«Chamo-me Óscar, tenho dez anos, peguei fogo ao gato, ao cão, à casa (acho que até grelhei os peixes vermelhos) e é a primeira carta que te mando porque dantes, por causa dos estudos, não tinha tempo.» Podia também ter dito: «Chamam-me Cabeça de Ovo, pareço ter sete anos, vivo no hospital por causa do meu cancro e nunca te dirigi a palavra porque nem sequer acredito que tu existas.»

... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...

Apenas a Vóvó-Rosa não mudou. ... ... ... Deus, não te apresento a Vóvó-Rosa, é uma grande amiga tua, visto que foi ela quem me disse para te escrever.

... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...

- E porque haveria de escrever a Deus?

- Irias sentir-te menos só.

- Menos só com alguém que não existe?

- Faz com que ele exista.

Debruçou-se para mim.

- Cada vez que acreditares nele, existirá um bocadinho mais. Se persistires, existirá completamente. Então, vai fazer-te bem.

- O que é que eu lhe posso escrever?

- Confia-lhe os teus pensamentos. Os pensamentos que não dizes são pensamentos que pesam, que se incrustam, que são um fardo, que te imobilizam, que tiram o lugar às ideias novas e que te apodrecem. Vais transformar-te numa lixeira de velhos pensamentos malcheirosos, se não falares.

- O.K.

- E depois, a Deus, podes pedir-lhe uma coisa por dia. Atenção! Só uma.

- Não vale nada, o seu Deus, Vóvó-Rosa. O Aladino tinha direito a três desejos com o génio da lâmpada.

- Um desejo por dia é melhor que três durante uma vida, ou não?

- O.K. Então posso pedir-lhe tudo? Brinquedos, bombons, um carro...

- Não, Óscar. Deus não é o Pai Natal. Só podes pedir coisas do espírito.

- Por exemplo?

- Por exemplo: coragem, paciência, esclarecimentos.

- O.K. Estou a ver.

- E também podes, Óscar, sugerir-lhe favores para os outros.

- Um desejo por dia, Vóvó-Rosa, vou lá desperdiçá-lo, primeiro vou guardá-lo para mim!

E pronto. Então, Deus, nesta primeira carta, mostrei-te um pouco o género de vida que tenho aqui, no hospital, onde agora me olham como um obstáculo à medicina, e gostaria de te pedir um esclarecimento: vou curar-me? Respondes sim ou não. Não é lá muito complicado. Sim ou não. Riscas o que não interessa.

  

Até amanhã, beijinhos

Óscar.

 

P.S.  Não tenho a tua morada: como é que faço?

 

 

in "Óscar e a senhora cor de rosa" de  Eric-Emmanuel Schmitt

 

in http://escritosdeeva.blogs.sapo.pt/16087.html



publicado por eva às 22:12
Domingo, 22 de Abril de 2012

Ela não é uma coisa. Ela é a Terra!

E há uma razão para chamá-la de Mãe!

 



publicado por eva às 18:23
Sábado, 14 de Abril de 2012

Morgan Robertson (1861 – 1915), foi um escritor norte-americano que publicou um romance intitulado “Futility, or the Wreck of the Titan” (Futilidade ou o Naufrágio do Titan) em 1898.

Até aqui, nada de especial. Mas o que tornou famosa essa obra quase desconhecida foi o naufrágio do Titanic 14 anos depois.

Porquê?

Porque o enredo é sobre o naufrágio dum transatlântico inglês, Titan, que se afunda na viagem inaugural após chocar com um iceberg no Atlântico Norte.

Tinha mais uns pormenores curiosos: além do nome, Titan, o navio no romance de Robertson também era considerado insubmergível. As dimensões, a capacidade de passageiros e a velocidade também eram muito semelhantes ao Titanic da vida real que só começaria a ser construído 11 anos depois, em 1909. O nome do comandante do navio era Smith, havia duas orquestras a bordo e o local do acidente era o mesmo.

Robertson inventou o Titan como um navio praticamente inafundável graças aos 19 compartimentos estanques que lhe permitiam navegar mesmo com 9 desses compartimentos inundados pelo que era dotado de apenas 24 botes salva-vidas.

Após o desastre do Titanic, Robertson reeditou o romance, em 1914, com alterações em que aproximou ainda mais a descrição do Titan ao Titanic.

 

 

 

Titan

 do romance de Robertson de 1898

 

Titanic

Nacionalidade

 

Britânico

 

Britânico

Comprimento

 

800 pés

 

882.5 pés

Metal

 

Aço

 

Aço

Peso

 

45,000

 

66,000

Potência

 

40,000

 

46,000

Hélices

 

3

 

3

Mastros

 

2

 

2

Compartimentos

estanques

 

19

 

16

Botes

salva-vidas

 

24

 

20

Capacidade de passageiros

 

3,000

 

3,000

Passageiros a bordo

 

3,000

 

2,228

Velocidade no acidente

 

25 nós

 

22.5 nós

Horas do impacto

 

Perto da

meia-noite

 

11.40 da noite

Ponto do impacto

 

Estibordo

 

Estibordo

Local do acidente

 

400 milhas de
  Newfoundland

 

400 milhas de
  Newfoundland

Mês

 

Abril

 

Abril

Número de
  sobreviventes

 

13

 

705



publicado por eva às 16:41
Domingo, 08 de Abril de 2012
Uma Páscoa feliz! 


 Joyce Arleen Auger, soprano - Leonard Bernstein, maestro


publicado por eva às 16:34
Domingo, 08 de Abril de 2012



Perfect Day


publicado por eva às 16:26
Domingo, 01 de Abril de 2012


publicado por eva às 23:10
mais sobre mim
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

24
26
27
28



pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO