Eva percorrendo umas vezes estradas, outras veredas. Caminhando sempre com amor e a esperança de encontrar a porta certa. Parando de vez em quando para retemperar forças... admirar uma flor… uma paisagem… fazer novas amizades... e meditar... e reencontrar velhos amigos... e demais companheiros de jornada!
Quinta-feira, 03 de Maio de 2012

Maksim Mrvica completa hoje 37 anos. Nasceu em Sibenik, na Croácia, a 3 de Maio de 1975. É considerado um músico “crossover”.

Para quem gosta de música felizmente que há também o “estilo crossover”.

 

O termo Crossover significa uma mistura, algo que não se enquadra em nenhuma categoria (crossing over). O que não invalida que o próprio termo não acabe por designar um estilo próprio como se constata na indústria automóvel em que os “crossover” já constituem um segmento próprio. O mesmo aconteceu no mundo da música.

 

No mundo da música clássica assume-se que os Três Tenores iniciaram o estilo crossover na década de 90, o que significa ignorar o êxito popular de Mario Lanza na década de 50 com várias interpretações a atingirem o topo das tabelas de música pop. Mas assumindo os Três Tenores como referência para esta classificação, foi Freddy Mercury quem baralhou definitivamente a crítica com o «CD mais bizarro do ano» - “Barcelona” editado em 1988 e que conquistou todos os públicos. Em 1995 Vanessa-Mae, a menina-prodígio do violino, toca peças clássicas intercaladas com versões modernas e apresenta-se em palco ao melhor estilo duma pop star. O êxito é imediato e mundial e apesar de ser rotulada de “Lolita violinista” por muitos críticos, desperta o interesse de produtores que vão impulsionar o surgimento de novas formações de intérpretes e músicos clássicos a tocar música “crossover”. O êxito desta nova forma de abordar a música clássica leva também músicos a assumir individualmente uma nova postura em palco para com a música e o público.

Para quem tenha curiosidade sobre o tema, aconselho a leitura do artigo Crossover (music) da Wikipedia.

 

«O virtuoso não serve a música. Serve-se dela» - Jean Cocteau

 

Grieg - Concerto nº 1 para piano e orquestra (1º andamento)

 

Exodus – tema do filme com o mesmo nome

 

Rimsky-Korsakov - O voo do moscardo



publicado por eva às 00:18
mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO