Eva percorrendo umas vezes estradas, outras veredas. Caminhando sempre com amor e a esperança de encontrar a porta certa. Parando de vez em quando para retemperar forças... admirar uma flor… uma paisagem… fazer novas amizades... e meditar... e reencontrar velhos amigos... e demais companheiros de jornada!
Sexta-feira, 02 de Novembro de 2012

"The Heart Asks Pleasure First" - Banda sonora de Michael Nyman 

 

 “Colors of the Wind” por Judy Kuhn

Música de Alan Menken, letra de Stephen Schwartz

 

"The Phantom of the Opera" por Emmy Rossum e Gerard Butler 

Música de Andrew Lloyd Webber

letra de Charles Hart e Richard Stilgoe



publicado por eva às 15:45
Quanto ao filme de animação, salto, pois não tenho visto nada, embora a Rebecca Rolfe dê sempre que falar.

Adorei o Piano! Intenso e dramático de mais para o meu coração passarinho. Aquela cena do mindinho ainda a guardo debruçada sobre a angústia. Um dos "últimos" bons filmes que vi. Rareiam!

O Fantasma da Ópera, pois, é aquele musical clássico pele de galinha! Gosto muito da música que selecionaste.

ç na coxia central
blue a 8 de Novembro de 2012 às 19:48

Uma pena esse desinteresse por filmes de animação. Há filmes magníficos até porque são quase todos musicais.
O Fantasma é um musical de exceção. Lloyd Weber no seu melhor.
O Piano enfileira também nos notáveis com uma realização que permitiu aos atores mostrar as suas melhores qualidades. Hunter teve a particularidade de ser ela própria a pianista além de professora da linguagem gestual à jovem Anna Paquin. Mas todos os restantes atores foram inexcedíveis.

Ç em ovação e a pedir bis
eva a 11 de Novembro de 2012 às 16:32

Na... na... na... não é nada desinteresse. O que a levou a pensar numa coisa dessas...? Nem sempre o que parece é e a sua afirmação foi demasiadamente conclusiva sem direito a uma inocente perguntinha como, por exemplo: "Porquê"?

Gosto de filmes de animação se não forem dobrados, aí sim, o desinteresse é total, mas como tenho ido com pouca frequência ao cinema, quando vou não opto por estes, pois logicamente,para mim, dou prioridade a outra intensidade que procuro. Normalmente é precisamente quando quero relaxar um pouco que escolho os filmes de animação. Porém, devo registar que os últimos que vi, à procura deste relaxe, eram extremamente violentos. Os chamados maus da fita eram piores que os do James Bond, filme que pela primeira vez não verei este ano. Só se for na TV onde me posso recolher à vontade.

ç Voltaire
blue a 16 de Novembro de 2012 às 15:35

Tens toda a razão. Assumir sem perguntar porquê devia ser proibido apesar de haver quem entenda dever proibir-se o proibir.
Mas os canais por cabo passam regularmente filmes de animação. E bons. Há uma linha de cineastas de animação que parecem achar que por ser de animação podem incluir violência total e gratuita. Uma pena!
Mas há grandes experiências quer só de animação quer misturado com o real. Quem Tramou Roger Rabbit é um bom exemplo deste último estilo.
E boa parte dos filmes de animação são quase musicais por vezes com grandes bandas sonoras.

Ç de cartaz TV na mão
eva a 20 de Novembro de 2012 às 20:44

Realmente Roger Rabitt foi um dos que gostei! Depois, como já te disse, quem me tira o bambi, o tambor, entre outros clássicoa da boa filmografia Disney, tira-me tudo! A animação para mim, hoje em dia, já nada tem a ver com o que era. Ainda dizem que ninguém é insubstituível. Uma treta!!! Às vezes, ver os atuais filmes de animação, para mim, é como ver uma novela mal interpretada. Falta sempre qualquer coisa! Ou uma boa dose de doçura ou uma sensibilidade outra que só a primeira Disney tinha. Eu lembro-me que um dos meus primeiros choques foi começar a ver outros bonecos sem ser da Disney, e sabes onde? Nos programas do Vasco Granja, onde surgia animação de outros países com bonecos básicos e estáticos de linhas direitas sem sumo, nomeadamente polacos. Só me apetecia fechar a televisão para não assistir àquela miséria (ihihih) !!!! Para mim eram um atentado à imaginação e sensibilidade brilhantes de Walt Disney e queria eliminar da minha cabeça a imagem daqueles bonecos deprimentes sem ANIMA.

Talvez seja esta a verdadeira explicação para aquilo a que chamaste desinteresse.



ç insconsciente?
blue a 21 de Novembro de 2012 às 16:16

Como já deves saber o Bambi é o meu filme de animação preferido. Certamente uma questão de memória de infância. Mas ainda hoje a chuva me acorda os acordes do Bambi. A Disney é uma máquina de filmes de animação. A Dreamworks bem tenta mas falta-lhe o lastro das gerações que a Disney tem. Apesar disso já teve umas saídas airosas como o Shrek.
Uma das obras primas da Disney é a Fantasia. A antiga, a original.

Ç de batuta em punho
eva a 25 de Novembro de 2012 às 20:42

mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO