Eva percorrendo umas vezes estradas, outras veredas. Caminhando sempre com amor e a esperança de encontrar a porta certa. Parando de vez em quando para retemperar forças... admirar uma flor… uma paisagem… fazer novas amizades... e meditar... e reencontrar velhos amigos... e demais companheiros de jornada!
Terça-feira, 16 de Abril de 2013
Imperdível do Britain's Got Talent. Conteúdo bloqueado fora do YouTube.

Portanto, a ver em:


Mas este vídeo do mesmo grupo também é muito bom. Recria o Êxodo.





Grupo húngaro Attraction


publicado por eva às 16:42
Como te hei-de explicar isto?

Há coisas que não vale a pena complicar...muito. Reconheço-lhes o talento, mas a mim não me passam nada...

Há uns anos atrás, numa altura em que num determinado workshop todos choraravam e eu não, alguém me disse:

- Terás dessensibilizado?

Sei que não. De forma nenhuma!

O que estava a acontecer no workshop para mim era muito intenso, mas não se manifestava em lágrimas...Fortalecia-me per si!!

Aquilo que mais nos sensibiliza passa por aquela centelha do que há de mais íntimo em nós. Por exemplo, um dia entrei no recinto de Fátima, de passagem, em viagem e aquele estar ali foi para mim muito forte. Embora nunca tenha assitido, adoro o Avé Maria e a passagem da Nossa Senhora, sobretudo à noite. Em conventos, gosto até às lágrimas, daquele sil'encio. Quando ouço determinadas músicas, como cantos gregorianos (nem todos), também o âmago vibra. Determinadas vozes como Farinelli, entre outros e também depende da música!

Tenho muito presente um momento em Phuket, no fim de ano, em que assisti pela primeira vez a uma dança tahitiana ao vivo. O insólito é que era dançada por um rapaz, mas a graciosidade dele era de tal forma tocante que eu naquele momento vivi vidas! Fazia uns gestos/movimentos com uma sensibilidade tal que os meus olhos encheram-se...Belíissimo! Os Dervish que vi em Hurghada: um deslumbramento! A isto eu chamo verdadeiramente ARTE! Como ficar indiferente?


ç sempre à descoberta de novos arrepios
blue a 11 de Maio de 2013 às 00:13

Que dizer? Quando afirmas "Aquilo que mais nos sensibiliza passa por aquela centelha do que há de mais íntimo em nós" resumes o essencial de tudo o que se possa dizer. Considero que somos centelha divina e é essa a centelha do que há de mais íntimo em nós. E é essa centelha que temos de honrar e perseguir porque é ela que nos ajuda a evoluir.
Obrigada pelos comentários mas por este em especial. É sempre reconfortante constatar esta postura perante a vida.

Ç em paz
eva a 1 de Junho de 2013 às 11:38

mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO