Eva percorrendo umas vezes estradas, outras veredas. Caminhando sempre com amor e a esperança de encontrar a porta certa. Parando de vez em quando para retemperar forças... admirar uma flor… uma paisagem… fazer novas amizades... e meditar... e reencontrar velhos amigos... e demais companheiros de jornada!
Terça-feira, 11 de Janeiro de 2011

Aqui estou,

completamente desdobrada

entre o meu eu do primeiro instante

e o meu eu do último segundo,

no momento exacto

em que acabo de riscar

o que foi escrito

e começo a desenhar

a primeira letra do que está por escrever

 

Isso sou,

não mais e nunca menos,

exceptuando o pequeno intervalo

entre ser e não ser

em que fui tão além

sem que pudesse escrevê-lo

porque escrever não fez

nem poderia ter feito o menor sentido

 

Irei,

enquanto se me não cumpre esta distância

entre antes e depois

e nada mais peço

se não este ser

gato-com-ou-sem-botas,

bicho-alado-sem-asas

ou fruto perfeitamente cristalizado

no mesmíssimo ponto

em que qualquer árvore É

antes de lhe apodrecer a raiz

e depois de a Vontade a ter tocado

seja em que universo for!

 

Maria João Brito de Sousa – 01.12.2010



publicado por eva às 12:36
Muito obrigada, Eva!
Foi muito rápida a publicar o meu "Seja em que Universo For!"
que imediatamente reconheci como tendo nascido de mim, mas já não recordava minimamente... foi estranha esta sensação de primeira leitura, sabendo que a escrita da composição tinha passado pelas minhas mãos. Foi estranha, mas agradável! :)
Muito obrigada e um grande abraço!
Maria João Brito de Sousa a 11 de Janeiro de 2011 às 14:55

Na verdade não fui lá muito rápida porque já o tinha em arquivo quase desde a publicação mas não o quis misturar com outros temas. Acho que fica mais bonito a inaugurar uma fase diferente do blog.
Abraço GRD
eva a 12 de Janeiro de 2011 às 22:22

mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
28
29

30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO