Eva percorrendo umas vezes estradas, outras veredas. Caminhando sempre com amor e a esperança de encontrar a porta certa. Parando de vez em quando para retemperar forças... admirar uma flor… uma paisagem… fazer novas amizades... e meditar... e reencontrar velhos amigos... e demais companheiros de jornada!
Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011

Toco este chão

Com olhos de quem beija

E sei que não embarcarei

Mais vez nenhuma

 

Chão de mim

Em mutação constante

Que outra força

De mim te afastaria?

 

Constantemente o toco

Com mãos ocas de um nada

Que despejo

E depois recolho

Cheias de um tanto

Que só eu desvendo

 

Por isso sei

Que não embarcarei

Enquanto as mãos

Puderem sentir

E pressentir

O chão que me deu vida

 

 

Maria João Brito de Sousa

in http://liberdadespoeticas.blogs.sapo.pt/

de 17.11.10



publicado por eva às 21:38
mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
26

27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO